18.7.14

Leituras Recomendadas

Quem diria que a maternidade me daria tempo para ler?

Durante a amamentação, um livro e um bloco de notas são a companhia ideal. Acabei por conseguir conciliar o prazer de alimentar a minha filha com o prazer de ler, um privilégio.

Por isso, tenho um conjunto de sugestões de leitura interessantes

Coração Andarilho, de Nélida Piñon



Os dias do arco íris, de  Antonio Skarmeta



84, Charing Cross Road, de Helene Hanff



Os Malaquias, de Andrea del Fuego



O castelo de vidro, de Jeannette Walls

13.7.14

Faça você mesmo o vinil para o quarto do seu bebé

Uma das coisas que decidi fazer para preparar a chegada do meu rebento foi o vinil para o quarto, em vez de comprar já feito. 
Decidi-o quando percebi que o que pretendia ficava caríssimo. Claro que passei por momentos de indecisão e de dúvida em relação à viabilidade da operação, mas depois ganhei confiança e comecei.

1º - vi vários de exemplos online para poder decidir o que pretendia exatamente.
2º - fiz um esboço do quarto onde localizei a mobília, para determinar o lugar onde estariam os desenhos
3º - desenhei o que pretendia numa folha A4.
4º - fiz o desenho em tamanho real num papel de rascunho (pardo ou outro, podendo ser necessário emendar várias folhas - como aconteceu comigo) - a árvore tem mais do que 1,60 m
5º - recortei o desenho (aconselho que se escolham formas relativamente simples na decoração, ou não será viável)
6º - colei-o temporariamente na parede usando fita cola (com cuidado para não tirar tinta da parede) ou então sugiro pedir a alguém que segure no desenho para que se possa comprovar se as dimensões estão adequadas e se corresponde ao pretendido



7º - transferi o desenho para o papel autocolante (colocar o que desenhou voltado para o papel autocolante - e não virado para si - para que a imagem saia como planeou e não invertida, como num espelho)
8º- recortei a forma
9º - ensaiei antes na parede (com fita cola ou com ajuda)
Atenção! Eu colei a árvore temporariamente com fita cola na parede para poder verificar se a posição era a correta e depois tive de tirar as marcas da fita cola do papel autocolante (usei álcool e algodão e resultou, mas já sabem).
10º - colei com cuidado e tirei as marcas da fita cola.



11º - Pesquisei moldes para complementar. Transferi para o papel autocolante usando a técnica anterior. Não esquecer de transferir com o desenho voltado para o papel autocolante, para que saia na posição pretendida. Exemplos:



Estou muito satisfeita com o resultado. Permite-nos criar uma decoração personalizada e é uma opção muito mais acessível. 
A foto não é a do resultado final, que tem muito mais folhas e mais umas decorações. A imaginação é o limite.




Cupcakes decorados para festejar três meses de vida

O tempo passa muito rápido quando se tem crianças, já me tinham avisado. É a mais pura verdade.

A minha bebé já vai fazer quatro meses!

Quando ela completou três meses, decidi que era altura de fazer algo para celebrar. Já tinha uns cupcakes de mirtilo (ultimamente faço cerca de 20, deixo alguns para comermos na hora e depois congelo os restantes individualmente em película aderente para quando quisermos) e só me faltava a decoração.
Inspirei-me em algumas ideias que vi no Pinterest e queria usar algumas decorações de açúcar que a minha mãe me tinha enviado.

Cobri o topo dos cupcakes com um pouco de mascarpone.
Estiquei pasta de açúcar branca com rolo e amido de milho para não colar.
Cortei com forminha de bolacha redonda.
Preparei uma pequena porção de pasta de açúcar amarela, usando pasta branca com corante alimentar.
Criei alguns efeitos com a ponta de uma faca e colei as decorações com mascarpone.


Decidi que ia complicar um pouco e tentei fazer um sapatinho de bebé.
Pesquisei no Pinterest e encontrei os seguintes exemplos:

http://ak.pinterest.com/pin/59320920066632512/
http://ak.pinterest.com/pin/229754018463165746/

Depois adaptei e voilá. Podia estar melhor, mas fiquei orgulhosa.





27.6.14

Daring Bakers - Cinnamon Buns

This month the Daring Bakers kept our creativity rolling with cinnamon bun inspired treats. Shelley from C Mom Cook dared us to create our own dough and fill it with any filling we wanted to craft tasty rolled treats, cinnamon not required!

The buns came out great. I wasn´t able to prepare the glaze as it should because I used too much milk. Despite that we had some very yummy buns for tea. Thanks!



Cinnamon Buns

(from The Bread Baker's Apprentice by Peter Reinhart)
Makes 8-12 large or 12-16 smaller buns

Ingredients
6½ tablespoons (100 ml) (3 oz) (90 gm) granulated sugar
1 teaspoon (5 ml) (6 gm) salt
5½ tablespoons (85 ml) (2¾ oz) (80 gm) shortening, unsalted butter or margarine, at room temperature
1 large egg, slightly beaten
1 teaspoon (5 ml) lemon extract OR 1 teaspoon (5 ml) grated lemon zest
3½ cups (840 ml) (16 oz) (450 gm) unbleached bread (or all-purpose/plain) flour
2 teaspoons (10 ml) (¼ oz) (6 gm) instant yeast (active dry worked as well)
1 1/8 – 1 ¼ cups (270-300 ml) whole milk or buttermilk, at room temperature
½ cup (120 ml) (3½ oz) (100 gm) cinnamon sugar (6½ tablespoons (100ml) (3 oz) (90 gm) granulated sugar plus 1½ tablespoons (20 ml) (1/3 oz) (10 gm) ground cinnamon)
Directions:
  1. In a stand mixer fitted with the paddle attachment, cream together sugar, salt and shortening (though it is not difficult to do by hand, using a strong spoon).
  2. Add the egg and lemon extract to the creamed sugar and shortening and mix together until smooth.
  3. Add the flour, yeast and milk to the mixer and mix on low speed until the dough begins to form a ball.
  4. At this point, switch to the dough hook attachment and knead for 10 minutes (if kneading by hand, you will probably need to do so for closer to 12 – 15 minutes). The dough will be silky and supple, but not overly sticky. You may need to add a touch of flour if your dough is too sticky – that is okay.
  5. Lightly oil a bowl, turn the kneaded dough out into it, turning to coat, then cover the bowl with plastic wrap.
  6. Allow the dough to rest (ferment) until it has doubled in size, approximately 2 hours.
  7. Once the dough has rested and risen, you are ready to shape the cinnamon buns. Prepare your a sheet pan by lining it with parchment paper.
  8. Spray your work surface lightly with cooking spray and turn the dough out onto the work surface.
  9. Using a rolling pin, roll the dough, into a rectangle about 2/3 an inch (15 mm) thick, 14 inches (350 mm)wide and 12 inches (300 mm) long (for large buns) (or 18 inches (450 mm) wide by 9 inches (230 mm) long for smaller ones). You may need to sprinkle the dough and/or work surface with a bit of flour to keep the dough from sticking. This is okay.
  10. Sprinkle the cinnamon sugar filling over the surface of the dough.
  11. Starting with a long end, roll the dough, creating a spiral, into a log shape, making sure to end with the seam side down.
  12. Cut the dough into pieces approximately 1¾ inches (45 mm) thick (for large buns) (1¼ inch (30 mm) for smaller buns).
  13. Place buns approximately ½ inch (15 mm) apart on the prepared pan. They shouldn't be touching at this time.
  14. Allow the shaped buns to proof at room temperature for 75 – 90 minutes until they have nearly doubled in size. They will now be touching each other. If you are not planning on baking the buns the same day as you are preparing them, you can place them into the refrigerator after they are shaped (before this rise) for up to 2 days. If you do so, you will need to allow them to return to room temperature prior to baking, which means removing them from the refrigerator about 3 or 4 hours before baking.
  15. Preheat the oven to moderate 350°F/180°C/gas mark 4 degrees at the end of this proofing time.
  16. Bake the buns for 20 – 30 minutes, until golden brown
  17. Allow the buns to cool for 10 minutes in the pan, then drizzle with glaze (recipe below). Remove the buns from the pan to a cooling rack and allow them to cool for at least 20 minutes before eating.

White fondant glaze for cinnamon buns:
(also from The Bread Bakers' Apprentice)
Sift 4 cups (500 gm) (17½ oz) of confectioners' (icing) sugar into a large bowl. Add 1 teaspoon (5 ml) of lemon or orange extract and between 6 tablespoons to ½ cup (90 to 120 ml) warm milk, whisking well until all of the sugar is dissolved. (Add the smaller amount of milk first, whisking briskly, then add slowly until you have the consistency you want for drizzling over the buns.)
Notes:
You can replace the lemon extract/zest with the extract/flavoring of your choice. I usually use vanilla extract.
This dough is silky, smooth and so lovely to work with, and the resulting buns are light and so incredibly easy to eat. I have made these several times, with traditional cinnamon-sugar filling and also with a fruit compote for a fresh, summery treat. Delicious!

27.5.14

Daring Bakers - Pão de Queijo

This month's Daring Bakers' Challenge took us on a trip to beautiful Brazil! Renata of "Testado, Provado & Aprovado!" taught us how to make Pao De Queijo, tasty cheese buns that make the perfect snack or treat, and that will make your taste buds samba!

This challenge is very special to me.The host, Renata, is someone very nice, whom I contacted some time ago to ask for permission to use a wonderful step by step of a recipe in Portuguese (her blog is a must read).  I had also the privilege of having her very kind comments on some of my posts.
Besides that, the challenge itself is a return to Brazil, the birth country of  my mother, and where I've been on three occasions.
Sometimes it occurred to me that it would be nice baking pão de queijo, but I never did, until now!

Didn't try the original recipe, just the fake one because I wasn't able to find tapioca starch. However, the alternative is quite good and was a success. Thanks Renata!




“FAKE” PÃO DE QUEIJO
Servings:
Yields about 15 small balls

Ingredients:
3 tablespoons PLUS 1 teaspoon (50ml) milk
3 tablespoons (45ml) water
1 tablespoon (15 ml) (1/2 oz) (15 gm) butter
2/3 cup (160 ml) (3-1/2 oz) (100 gm) potato starch (I had to use a bit more to form the balls)
1/2 tsp (3 gm) baking powder
salt to taste
1/2 cup (125 ml) (1-2/3 oz) (50 gm) grated cheese (I used Queijo da Ilha - one of the best in Portugal, from  São Jorge Island, in the Azores)
1 large egg

Directions:
  • The method for these is the same as for Traditional Pão de Queijo.
  • Preheat oven to moderate 350°F/180°C/gas mark 4
  • Boil the milk, water and butter together.
  • In a bowl, sieve the starch, salt and baking powder.
  • Pour the hot milk mixture over the starch and stir. It will be lumpy.
  • Add the egg and cheese, stir until well combined.[I had to add a bit more starch to make the balls]
  • Make little balls with lightly oiled hands and arrange on a baking sheet lined with parchment paper.
  • Bake in a preheated moderate oven (350°F/180°C/gas mark 4) until lightly golden, for about 20 minutes.
  • Serve warm.


15.5.14

Separadores de tamanhos de roupa para quarto de bebé

Quando organizava a chegada da minha traquina, vi que poderia ser útil pendurar a roupa com separadores de tamanho. Permite-nos ver o que há de cada categoria, planear compras futuras e para além disso fica bonito.

Vi que existiam algumas opções à venda, mas também havia a possibilidade de fazer. Então, como tinha material e ainda algum tempodisponível, decidi avançar.



1º - fiz um molde em papel usando um CD.
2º - desenhei uma abertura para poder encaixar no varão (facilita o corte interior também), com um espaço interior retangular (para impedir que rodasse).
3º - recortei o molde.
4º- testei em papel para ver se encaixava e depois fiz ajustes.
5º - passei do papel para cartão (usei cartão de caixote, que não falta em casa)
6º - recortei.
7º - forrei com papel autocolante, escolhendo uma cor para cada categoria.
8º - criei 4 discos e voilá! Faltam agora os números com cada tamanho.




9º - colei os números correspondentes às faixas etárias.



Todo este processo decorreu antes do nascimento da minha bebé. Agora que já se passaram dois meses, o feedback:
Fica muito giro o roupeiro assim e a arrumação foi inicialmente feita de acordo com os tamanhos indicados pelos fabricantes da roupa. À medida que o tempo vai passando e vamos ganhando mais experiência, percebemos que o melhor é comparar as roupas entre si e colocá-las por tamanhos, independentemente do que indica a etiqueta.
Neste momento já retirei o tamanho 0 e estou com a categoria 1-3 e 3  - mesmo que haja roupa de tamanho maior, é útil tê-la prontinha (lavada e pendurada) para que não se perca a oportunidade de usá-la. 
Vou acrescentar nos próximos dias os tamanhos 3-6 e 6 para não deixar escapar alguma peça.

4.5.14

Primavera

A Primavera chegou este ano mais cedo; foi-me entregue no dia 13 de Março, logo de manhãzinha. Recebi-a nos braços, muito frágil, pequenina, e ficou aninhada no meu peito, eu e ela num só pulsar.

As Primaveras podem acontecer em qualquer data, a 22 de Julho ou a 25 de Novembro, por exemplo, e mesmo no Verão ou no Outono, não deixarão de ser "Primaveras" para as mães que seguram nos braços esses seres tão frágeis, pequeninos, aninhados no seu peito. 

Um dia, eles crescem e seguem o seu rumo, mas nunca deixarão de ser os mesmos que descobriram naquela "Primavera", o Amor no peito da sua MÃE.